Conservação
Programa de reintrodução do Leopardo-da-pérsia no Cáucaso

Em outubro de 2012 o Jardim Zoológico enviou um casal de Leopardos-da-pérsia para a Rússia, onde integrou um programa de reintrodução no habitat natural. Numa primeira fase, este casal estará integrado no centro de reprodução da Reserva Natural do Cáucaso na Rússia. Em 2013 nasceram duas crias do casal Andrea e Zadig. Estas crias serão reintroduzidas no habitat natural em 2015, depois de serem sujeitas a um programa de "re-wilding" com a duração de um ano.

 

O Jardim Zoológico foi o escolhido para colaborar neste programa, pois o índice de reprodução do parque é bastante elevado e em particular deste casal de Leopardos-da-pérsia, desde sempre acompanhado pelos técnicos e especialistas portugueses. O Jardim Zoológico foi também convidado para dar formação ao staff do centro de reprodução de Leopardos-da-pérsia no Cáucaso.

 

 

Os Leopardos-da-pérsia estão criticamente em perigo - segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza -, sobrevivendo apenas alguns grupos nesta vasta zona, o que o torna numa das subespécies de Leopardo mais ameaçadas. A população total dos Leopardos-da-pérsia em estado selvagem está estimada em 870 a 1290 indivíduos, com uma distribuição muito fragmentada.

 

A espécie é ameaçada pela redução do habitat natural, pela caça para o comércio ilegal da pele e dos ossos, bem como pela perseguição direta por ser considerado um predador do gado doméstico e uma ameaça às povoações.

 

Este cenário torna o programa de reintrodução no Cáucaso ainda mais importante, pois permitirá criar uma população sustentável nesta zona histórica. A contribuição do Jardim Zoológico, com o know how de maneio desta espécie é fundamental, para que todo o processo seja adequado e tenha uma taxa de sucesso elevada. 



Destaques
Festas de Aniversário no Zoo
Apadrinhe a Bela e ganhe 1 bilhete