Animais


Plantas
Rinoceronte-branco
Ceratotherium simum

As estimativas mais recentes apontam para um total de apenas cerca de 18 000 Rinocerontes-brancos na Natureza. Este é o maior representante de todas as espécies de rinoceronte conhecidas e o segundo maior animal terrestre.

 

Emblemático da savana do Sul de África, o Rinoceronte-branco distingue-se dos indianos pela presença de dois chifres e do Rinoceronte-negro, também africano, pela forma reta do seu lábio superior, uma perfeita adaptação à sua dieta no habitat natural. 


 

Apesar do aspeto resistente, a sua pele quase sem pêlos é muito sensível ao sol pelo que procuram espojar-se na terra como forma de proteção. No Jardim Zoológico poderá observar esta e outras características distintivas deste enigmático herbívoro.

 

A caça para a obtenção do chifre é a maior ameaça à sua sobrevivência e, em conjunto com a destruição do habitat, pode decretar a sua extinção em poucos anos. O comércio ilegal do chifre de rinoceronte alimenta mercados internacionais, apesar das medidas de conservação em prática. A ação local e a intervenção direta no habitat são medidas de conservação prioritárias, no entanto, a conservação ex situ, ou seja, fora do habitat natural, é cada vez mais importante.

 

O Jardim Zoológico participa no Programa Europeu de Reprodução (EEP) desta espécie e colabora para o seu Studbook Internacional (ISB). Venha conhecer o Rinoceronte-branco no Jardim Zoológico e saber mais acerca desta e tantas outras espécies.


Peso: < 3500 kg

Comprimento: < 4 m

Gestação: 16 meses

Número de crias: 1

Dieta: Herbívora

Localização no Zoo: perto dos Tigres-brancos 

Animal apadrinhado por:
Festas de Aniversário no Zoo
Apadrinhe o Simba e ganhe 1 bilhete