03 de Março de 2021 / Conservação
Florestas, suporte de vida
A desatenção pode tornar-se atenção quando um objeto ou evento adquirir significado. Frequentemente vemos o que esperamos ver, e não o que realmente existe - porque ver envolve não apenas a visão, mas o sistema visão-cérebro.” (Wandersee & Schussle, 2001)

Comecemos por um desafio! Ao longo do percurso que faz até ao local onde tem a sua atividade principal (emprego, escola, etc.) por quantas árvores passa?
E já agora, para os que já foram ao Jardim Zoológico, prestaram atenção à vegetação durante a visita?




A frase com que introduzimos este texto remete precisamente para o facto de muitas vezes vermos apenas o que esperamos ver, e não necessariamente o que existe. Há muito que deixámos de prestar atenção ao ambiente que nos rodeia e, em particular, ao mundo vegetal, frequentemente ignorado pelo nosso subconsciente.
 
Os autores da frase inicial propuseram uma teoria em que afirmam que nos tornamos cegos em relação ao mundo vegetal. Deixamos de prestar atenção às plantas e, no entanto, dependemos delas para sobrevivermos. São a fonte das nossas funções vitais, nomeadamente, a alimentação e a respiração. Sem elas não há vida!
 
Mas não fica por aqui a importância deste Reino, que integra os seres vivos mais antigos, mais altos ou de maiores dimensões do nosso planeta. Tão deslumbrados estamos com as inegáveis conquistas dos animais, que “não vemos” que são as plantas que detêm a maioria dos recordes terrestres do mundo vivo.
 
De todos os representantes do mundo vegetal, as árvores sobressaem não só pela sua dimensão, mas por tudo o que representam para o ser humano. Não só foram consideradas fontes de veneração, estando no centro de várias religiões dos povos da antiguidade (nomeadamente os Celtas), como também acompanharam toda a evolução humana, proporcionando diversos recursos, como armas, roupas, medicamentos, abrigo, peças de mobiliário. Para além de providenciarem alimento e produzirem oxigénio, como referido anteriormente, são também fonte de paz, beleza, meditação e sossego, contribuindo como nenhum outro ser vivo para a captura do carbono em excesso na atmosfera.






As plantas, enquanto seres autotróficos, são a base de todos os ecossistemas. É fundamental valorizar as plantas e o seu importante papel no nosso planeta. O Jardim Zoológico não é exceção, tendo sido o primeiro parque com fauna e flora da Península Ibérica. No site do zoo, é possível encontrar informações e curiosidades sobre as várias plantas do parque, a par das descrições das espécies de animais.
 
A introdução de elementos vegetais nas instalações dos animais no Zoo, são a manifestação mais evidente da nossa preocupação com o bem-estar animal e, também, a face mais visível das profundas alterações verificadas no espaço nas últimas décadas. As constantes modificações das instalações não só impactam esteticamente os visitantes, como também contribuem para o enriquecimento ambiental das espécies animais.
 
Pensemos nos animais de hábitos arborícolas, por exemplo. Para estes, a ausência de árvores significa a inexistência de suporte para as suas vidas. Existem relatos de orangotangos resistindo ao avanço da desflorestação na Ásia devido à produção massiva de óleo de palma.  Este produto, que está presente em mais de metade dos produtos existentes nas prateleiras dos nossos supermercados, é a principal causa da desflorestação da floresta tropical que, entre outras consequências, conduz à redução e compartimentação do habitat dos orangotangos, no Sudeste Asiático, com impacto negativo nas suas populações. Para combater esta situação, hoje em dia já existem produtos, com maior consciência ecológica, que usam óleo de palma produzido de uma forma sustentável. A “Mesa Redonda de Óleo de Palma Sustentável” (Roundtable on Sustainable Palm Oil - RSPO) é um certificado que atesta que esses produtos são produzidos recorrendo ao uso de óleo de palma sustentável. 





Ecossistemas saudáveis são a chave para a preservação da biodiversidade. A saúde dos ecossistemas depende em grande medida da interdependência entre a saúde das suas plantas e a recuperação das populações animais, a par da educação ambiental das populações humanas. Atualmente, existe uma preocupação crescente a nível global relativamente a este tema. Temos, por exemplo, o caso do Lince-ibérico (Lynx pardinus), em que o esforço de recuperação do ecossistema mediterrâneo com vista à conservação do Lince-ibérico tem mostrado resultados. Depois de décadas classificada como “Criticamente em Perigo” pela União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN), o estatuto desta espécie regrediu para “Em Perigo”.





Apesar do impacto negativo sobre a natureza e os ecossistemas, o Homem vai, progressivamente, ganhando consciência da necessidade cada vez mais urgente de preservar o ambiente.
 
Cabe a cada um de nós, enquanto consumidores, optar por produtos certificados. Existem várias certificações que asseguram a sustentabilidade dos produtos. Relacionados com as florestas, temos, por exemplo, os certificados FSC (Forest Stewardship Council) e PEFC (Promoting Sustainable Forest Management), que atestam que o processo de fabrico destes produtos tem em conta diversas preocupações e cuidados a nível da sustentabilidade dos recursos explorados, incluindo uma remuneração justa dos produtores envolvidos.





Preservar a natureza não é uma tarefa incompatível com o estilo de vida citadino. Conservar a biodiversidade é uma missão de todos. É essencial desempenharmos um papel ativo, seja nas nossas opções de consumo, na sensibilização dos que nos rodeiam ou em ações concretas na defesa do património natural à escala global. Comecemos por conhecer, proteger e divulgar as espécies florestais autóctones, que têm uma importância genética, económica e social sem igual.
 
Da próxima vez que for a caminho do supermercado, da escola ou do trabalho, pare. Aprecie as plantas que tem ao seu redor. Respire fundo e valorize as espécies vegetais que vê. Arregace as mangas e abrace a missão de conservar a natureza. Nunca é tarde!


 
Zoo Imagem

SEO da página actual

Zoo Imagem TAGS: florestas , suporte , de , vida ,
DESCRIPTION: Conservar a biodiversidade é uma missão de todos. É essencial desempenharmos um papel ativo, seja nas nossas opções de consumo, na sensibilização dos que nos rodeiam ou em ações concretas na defesa do património natural à escala global.